Nave espacial na China?

Postado por: Débora Foresti
14 de January de 2012
De olho no que acontece pelo mundo, nossa colaboradora Débora Foresti trouxe pra gente detalhes de uma obra que acaba de ser inaugurada na China.
Por Débora Foresti
A mais nova obra arquitetônica do escritório da Zaha Hadid foi inaugurada em Pequim no final de outubro. Descrita pelos moradores do local como uma nave espacial, o prédio de uso misto é fluido, e, segundo a arquiteta, “reinterpreta o tecido urbano tradicional e padrões de vida contemporâneos em uma paisagem urbana contínua inspirada na natureza”.
projeto arquitetônico na China
1
No total, serão 18 andares e 330.000 m2. Nos primeiros quatro, comércio. Do 4º ao 15º escritórios e nos andares superiores, restaurantes e bares. Imagino a vista deste lugar, deve ser deslumbrante!
projeto arquitetônico na China, arquitetura, obra grandiosa
2
O exterior dos edifícios é revestido em alumínio e pedra e seu interior em vidro, aço inexodável e gesso. O complexo é composto por 4 volumes ligados por pontes que se fundem às formas dos edifícios que  elas ligam, formando uma arquitetura panorâmica, sem cantos ou transições bruscas que quebrariam a fluidez da sua composição formal.
complexo de edifícios China
3
 Os grandes pátios internos do projeto remetem à arquitetura chinesa tradicional, na qual eram usados para criar espaços abertos contínuos. No projeto, a arquitetura não é mais composta por blocos rígidos mas sim de volumes que se aglutinam, criando edifícios que se adaptam mútua e continuamente em um movimento fluido. Ao entrar nos edifícios em si, o usuário vai descobrindo espaços mais íntimos que seguem a mesma lógica formal das formas orgânicas dos espaço exterior.
refeitório, design futurista
4
integração em espaço futurista
5
 Eu, pessoalmente, gosto da fluidez das formas, do jeito que os edifícios se conectam um ao outro de maneira contínua. Mas acho o complexo frio, etéreo, tenho dificuldades de imaginar como os usuários se relacionarão com um edifício tão impositivo. E você, gosta desse projeto?
Imagens: 1/2/3/4/5
Categorias: Pelo Mundo
Veja Também
  1. Eugenio Foresti
    15/11/2012

    O visual é interessantíssimo, sem dúvida. Não sei nada quanto à opressão sobre os moradores que uma obra desse tipo pode exercer. Eu me surprrendi com uma entrevista de um morador de Brasília (que sempre julguei fria e desumana) que dizia adorar a cidade pelos espaços abertos. Lá (dizia ele) você não é um anônimo na multidão; é você imerso no espaço aberto de um parque ou de uma super-quadra. Não foram exatamente essas as palavras. Foi o que entendi. Talvez o espaço criado pelo artista-arquiteto tenha ação libertadora/opressora sobre a mente, sei lá.

    • Casa da Id&a
      Casa da Id&a
      15/11/2012

      Você tocou em um ponto super interessante Eugenio. Afinal, quando pensamos em uma obra arquitetônica não podemos abrir mão do sujeito que vai viver, interagir, partilhar esse espaço. Talvez o importante seja mesmo entender vários pontos de vista e nunca pensar a partir de uma única perspectiva. A arquitetura nos ensina a ter esse olhar múltiplo, o que é maravilhoso.