Inspiração na Capadócia

Postado por: Manu Mitre
25 de February de 2010

Estou com uma encomenda de pesquisa que me fez explorar algumas imagens da Capadócia, região da Turquia. Já foi ou ouviu falar? Fiquei encantada, morrendo de vontade de conhecer pessoalmente, mas enquanto isso não acontece, compartilho com vocês o que aprendi.

A região tem uma formação geológica interessante. Rochas vulcânicas que foram esculpidas por ventos e chuvas durante milhões de anos resultaram nessa paisagem única. {PVV}

Formação de planaltos sedimentares. Olhe as diferentes cores da rocha. {PVV}

E nesses "picos" que parecem feitos de marshmellow, a partir do século III, foram escavadas casas dentro das rochas. {Unesco}

A Capadócia é um Patrimônio da Humanidade, protegida pela UNESCO. Além de suas lindas paisagens, o significado histórico e cultural da região é bastante valioso. Imagine o que significa estar no centro da atual Turquia. Essa região já fez parte dos Impérios Persa, Romano, Bizantino e Otomano, viu Alexandre O Grande e Gengis Khan passarem por lá, já se entenderam e se desentenderam com a Armênia, com os árabes, mongóis e gregos. Você deve respirar história, mesmo.

Um dos motivos para construção dessas cidades dentro das rochas era justamente para se esconder dos inimigos. Você os encontraria? {PVV}

Clara influência da arquitetura greco-romana, nos arcos e colunas construídos séculos depois. {Gamirasu}

Hoje em dia, várias dessas casas foram reformuladas para abrigar hotéis luxuosos.

A fachada do hotel Yunak Evleri. {Yunak}

Os quartos continuam sendo cavernas dos séculos III e IV…

... mas com o conforto que os ocidentais de hoje valorizam, mesmo. {Yunak}

Fiquei encantada de ver os ambientes do hotel. O desenho natural da pedra nas paredes parece arte. O teto em um formato pouco convencional faz cair a ficha que não se trata de uma construção de tijolos de pedra, mas de um buraco dentro dela. Mas as linhas suaves e a iluminação indireta amarelada ajudam a relaxar.

Existem quartos mais quadrados, mas que mantem a delicadeza de detalhes esculpidos na pedra. Viu o teto? {Yunak}

Eles conseguiram unir a experiência de viver em uma dessas cavernas ao conforto que estamos acostumados, sem estragar o visual. Os pisos são de tábua corrida, não brigando com os tons das pedras. Os armários e nichos, provavelmente modernos, foram cuidadosamente esculpidos na rocha também.

Mesmo as áreas construídas posteriormente mantiveram a paleta de cores e textura da paisagem - pedra. {Yunak}

E para a decoração dos ambientes, várias obras de arte do estilo Otomano. Conhece? Ele data do meio do século XVI, no auge do poder e da prosperidade do Império Otomano.

Porcelanas com motivos otomanos. {Yunak}

Os ornamentos otomanos frequentemente apresentam padrões abstratos ou de flores e plantas, nunca pessoas.

Flores em porcelana. {vam}

O padrão de três círculos formando um triângulo e as ondas eram muito utilizados na Ásia. A combinação dos dois é conhecida como "Big Cats" e representam as pintas dos leopardos e o rajado dos tigres. Os otomanos utilizavam somente como padrões visuais, já que sua arte não costumava mostrar pessoas e animais. {vam}

Muita cultura num lugar só, ai que vontade…

Fontes e Imagens:

UNESCO

PVV – onde encontrei um excelente fotógrafo: B.C. Tørrissen

Gamirasu Hotel

Yunak Evleri Hotel

Vam

Categorias: Arquitetura, Decoração, Hotel Design, Quarto, Sala de Estar
Veja Também
  1. andrefreire
    25/02/2010

    Transformar uma caverna em um lugar aconchegante… muito bom.

  2. Roberta Freire
    25/02/2010

    Obrigada, Manu. Excelente post! Inclusive com informações que eu não tinha!
    Tour de balão ali realmente deve ser imperdível!
    bjs

  3. Paulo Barossi
    26/02/2010

    Adorei lá!!!
    Quero muito voltar prá curtir mais um pouco…
    O passeio de balao entao… é de chorar!!!
    Tenho um monte de fotos bacanas de lá…
    Estao no meu álbum, em um link para o vuvox, mas parece que nao dá prá acessar pois o face boicota everybody else…
    Estao se sentindo os donos do mundo…
    Há um detalhe sobre as rochas, que nao posso garantir a veracidade mas creio ser correto:
    As rochas nao sao da lava, pois seria muito difícil escavá-las, e sim das cinzas que sao expelidas pelo vulcao anteriormente a lava…
    Igual em Pompéia…
    Beijos…

  4. nair muls
    11/02/2011

    Manu, muito muito lindo o seu site. Adorei. Sobre as cores, sobre a Capadócia, sobre as cozinhas… ótimo. Muito bem feito, com muito gosto e muita arte e inteligência. Um grande abraço e parabéns.